Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente

Início > Foco > Novo Ano Escolar retira maior número de Professores das Escolas
03 DE SETEMBRO DE 2012

Novo Ano Escolar retira maior número de Professores das Escolas

Neste início de setembro em que a maior parte dos docentes regressam às escolas, a Pró-Ordem reafirma o seu Protesto face às seguintes medidas tomadas pelo MEC:

 

            - O aumento do número de alunos por turma, o que dificulta o processo de ensino aprendizagem, com prejuízo para alunos e professores

 

            - A revisão da Estrutura Curricular que diminui as horas letivas dos alunos e provocou mais “horários zero” e mais desemprego nos Professores.

 

            - A criação de giga-agrupamentos que aumentam a burocracia, despersonalizam o trabalho docente e também contribuem para os “horários zero”.

 

            - A imposição de normativos às Escolas que fazem com que muitos professores fiquem responsáveis por um maior número de turmas, enquanto que outros apenas podem ficar em “Apoio”.

 

            - O desinvestimento na Escola Pública, a única que recebe todas as crianças e jovens e o “desvio” de financiamento para estruturas cuja prioridade é a remuneração dos respetivos acionistas.

 

            - A continuação da “perseguição” ao Corpo Docente (e a outros trabalhadores da Administração Pública) que se traduz em:

                        . congelamento do tempo de serviço e das progressões na carreira;

                        . não abertura de lugares de quadro, de acordo com as necessidades permanentes das escolas;

                        . supressão inconstitucional de vencimentos (13º e 14º meses), etc, etc.

 

A Pró-Ordem exorta os seus associados – e os docentes em geral – para que reclamem do Governo o cumprimento das promessas com que se fez eleger e manifesta a sua disponibilidade para conjugar esforços com outras organizações de pessoal docente, de forma a que se consigam ultrapassar aquelas dificuldades acrescidas supra-referidas, durante o ano letivo que se avizinha.

 

Pela Direção

O Presidente

Filipe do Paulo

 

 

Outros Tópicos: