Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente

Início > Foco > A PRÓ-ORDEM (Associação Sindical dos Professores Pró-Ordem) saúda o corpo docente da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Vila Real, por em reunião geral de professores ter deliberado proceder à suspensão do processo de avaliação de desempenho.
29 DE ABRIL DE 2010

A PRÓ-ORDEM (Associação Sindical dos Professores Pró-Ordem) saúda o corpo docente da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, em Vila Real, por em reunião geral de professores ter deliberado proceder à suspensão do processo de avaliação de desempenho.

Como a Pró-Ordem sempre considerou o modelo de avaliação que o Ministério da Educação tenta impor às escolas, agora com recurso a “bombeiros” que mais parecem comissários políticos, é injusto, excessivamente burocrático e, por consequência, inexequível.

Por esta ordem de razões, na reunião da Comissão Paritária (constituída com o M. E., na sequência do Memorando de Entendimento) realizada no passado dia 17 do corrente, a Pró-Ordem propôs que, desde já, esta Comissão oriente os seus trabalhos com vista à revisão deste modelo de avaliação que tão desadequado se está a demonstrar.

Apelamos a que outras escolas que têm denunciado as insuficiências deste modelo de avaliação, sejam também consequentes, e também se recusem a entregar os objectivos pessoais de avaliação. Trata-se de uma questão de solidariedade, pois não podemos deixar isolada uma escola que teve a coragem de tomar uma decisão consequente e que é reclamada por muitos professores de muitas escolas.

Se for apenas uma única escola a tomar deliberações congruentes, obviamente que, mais cedo ou mais tarde, poderão ser penalizadas pela tutela, mas, pelos ecos que chegam à Pró-Ordem de todo o País, estamos convictos de que o exemplo de Vila Real será seguido por mais escolas e agrupamentos.

Para reivindicar a substituição destes normativos que “desviam” o processo da sua tarefa fundamental – o processo de ensino aprendizagem – e para denunciarmos o projecto de revisão dos concursos de professores e educadores, a Pró-Ordem apela à participação da classe no Plenário Nacional que irá ter lugar em Lisboa, dia 8 de Novembro, convocado por nós e pela Plataforma Sindical dos Professores (a qual inclui todos os sindicatos e associações sindicais).

 

Lisboa, 23 de Outubro de 2008

 

 

O Presidente da Direcção

 

 

 Dr. Filipe Correia do Paulo

Outros Tópicos: