Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente - Somos a unica Federação de Professores independente

Início > Foco > NEGOCIAÇÕES COM O MEC SOBRE CONCURSOS
18 DE FEVEREIRO DE 2014

NEGOCIAÇÕES COM O MEC SOBRE CONCURSOS

Não faz sentido que se exija apenas 365 dias de serviço na escola pública, sob pena de ele favorecer aqueles que têm a maior parte do tempo de serviço no ensino privado.

CONCURSOS
 
A Pró-Ordem foi convocada para reunir no MEC nos dias 25 e 28 de fevereiro e também no dia 4 de março ( dia de Entrudo), mas como o MEC vai ser ouvido na AR nessa data a reunião terá lugar dia 5. Este conjunto de reuniões e outras que se lhe seguirão versam sobre a realização de um CONCURSO EXTRAORDINÁRIO PARA CONTRATADOS.
 
Cumpre começar por dizer que não se me afigura correto haver um concurso externo extraordinário sem que primeiro os docentes que já são dos quadros se possam aproximar das suas residências ou até mudar de grupo de docência.
 
As duas mil vagas prometidas pelo ministro são manifestamente insuficientes para o universo de docentes que tem pelo menos três anos sucessivos consecutivos em horário completo. As  novas vagas a criar deveriam ser todas aquelas que correspondem a necessidades permanentes das escolas.
 
Se este concurso extraordinário se destina a dar cumprimento à Diretiva Europeia e à Lei Geral do Trabalho não faz sentido que se exija apenas 365 dias de serviço na escola pública, sob pena de ele favorecer aqueles que têm a maior parte do tempo de serviço no ensino privado...

Outros Tópicos: